Proteções Naturais

0 Flares 0 Flares ×
protecao-escalada

Exemplo de proteções naturais.

Proteções naturais são aquelas em que se utiliza o próprio relevo e vegetação para fazer as ancoragens, como quando se passa uma fita ou cordelete em volta do tronco ou da raiz de uma árvore, de um bico de pedra ou agarra grande, de um bloco entalado numa fenda ou do que mais a natureza oferecer. Estas são normalmente proteções bastante seguras e confiáveis. Grandes vias foram conquistadas utilizando-se em boa parte proteções naturais, como a Leste do Dedo de Deus e a chaminé Stop, no Pão de Açúcar.

Se há chance de utilizar proteções naturais aonde for escalar, convém levar um bom estoque de fitas ou alguns metros de cordelete. Neste caso, podem ser usadas as mesmas fitas de 60 cm que já se leva normalmente para escalar. Mas, às vezes são necessárias fitas de 1,20 ou de até 2,40 m para abraçar blocos de pedra maiores, por exemplo. Também pode-se conseguir uma fita de tamanho maior emendando duas ou três fitas de 60 cm com nós Boca de Lobo.

capa-escale-melhor-e-com-mais-seguranca

Texto extraído do livro Escale Melhor e com Mais Segurança.

Substituindo algumas fitas por cordeletes de 7 ou 8 mm, há ainda a possibilidade de se abrir o nó e assim usar todo o comprimento do cordelete para montar uma ancoragem, refazendo o nó. Também é possível montar uma boa parada apenas com proteções naturais. São numerosas as vias que possuem bons platôs, com grandes árvores ou blocos de pedra, locais seguros, confortáveis e naturais para uma parada.

Como regra geral, nunca se deve confiar cegamente em uma proteção. Desconfie de árvores finas, mortas ou com raízes pouco profundas. Se for costurar algum bloco entalado ou bico de pedra, verifique se ele está firme o suficiente e se não há chance da fita ser cortada por alguma aresta mais afiada.

Reprodução de fotos, desenhos e textos, somente com autorização prévia.

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×
Navigation Menu