Deixei meu mosquetão cair… e agora?

0 Flares 0 Flares ×

Artigo publicado na Revista Fator2 nº 33 em abril de 2008.

seguridade-risco2É comum que nas instruções CE dos fabricantes de material metálico exista uma advertência, por pura prudência, de que após um golpe forte ou uma queda séria, o produto deveria ser aposentado porque poderia apresentar danos não apreciáveis a olho nu. Porém as provas realizadas com mosquetões lançados de grande altura e que não demonstraram falha alguma em testes de laboratórios tem se multiplicado ultimamente.

O especialista alemão Pit Schubert em uma recente visita a Madrid em setembro de 2007 assegurou que nenhum mosquetão, cujo o gatilho esteja funcionando corretamente, pode estar tão danificado por um golpe, para que represente um perigo sério.

Schubert é engenheiro aeronáutico e tem estudado por 35 anos centenas de acidentes de montanha. É autor do prestigiado livro “Seguridad e Riesgo”, onde são analisados muitos acidentes em escalada, suas causas e como poderiam se evitados. Ele insiste que as desgraças não ocorrem por usar um mosquetão que se deixou cair parede abaixo, e sim pela realização incorreta de manobras de segurança.

Outra coisa é não querer se desfazer de um mosquetão já muito castigado e velho por pura economia. Se não se tem mais confiança em um equipamento castigado, por mais que teoricamente esteja perfeito, melhor trocá-lo por um novo.

Fonte: Tino Núñez. Revista Desnível (Espanha), nº 255, novembro de 2007. www.desnivel.com

0 Flares Facebook 0 Twitter 0 Google+ 0 Email -- 0 Flares ×
Navigation Menu